sexta-feira, 25 de maio de 2012

Nanocontos - Loucura

Post um pouquinho atrasado, mas lá vai:
Semana passada, dia 18 de maio, foi o dia internacional da luta anti-manicomial, por causa disso, resolvi escrever uma série de nanocontos com o tema "loucura". Acabou que fiz mais alguns ao longo do final de semana e o resultado você vê aí embaixo:

#depressao Apenas aqueles que atravessam o vale das lágrimas podem encontrar o sorriso perdido.

#panico Ela havia se preparado tanto para o casamento, mas acabou pré-parada diante da felicidade.

#autismo Dentro de sua bolha azul, no mundo e fora deste, tentava alçar palavras, mas não conseguia. A música tornou-se a sua voz

O psicologo procurava alcançar a loucura, mas ela fugia dele. Frutrado, desistia. Não percebia que a fuga era um convite.

Era um anjo esquisito. Sentia o vento eriçando suas penas, mas nunca abria suas asas, pois temia as alturas...

Temia os olhares das pessoas reprovando e condenando. Mas o olhar que mais temia era aquele que vinha do espelho...

Fazia tudo igual todos os dias. Não arriscava fazer nada diferente. Toda noite reclamava que nada em sua vida mudava.

Sempre dissera que os aliens iam nos dominar, ninguém acreditava, chamavam-no de paranóico. Todos riam dele, inclusive os aliens.

Para quem quiser me acompanhar no twitter: www.twitter.com/andarilhor

Nenhum comentário: