sábado, 7 de setembro de 2013

Por que o transporte público é e sempre será uma porcaria?


Essa semana aqui no Rio de Janeiro temos visto uma sequência de problemas com o sistema de trens, mas as reclamações com o transporte público na cidade, no estado e no país não são de hoje, vide as manifestações de julho que eclodiram devido a questão dos aumentos abusivos.


A questão é que não é por causa de 20 centavos, é talvez por causa de 20 milhões ou até mais que os empresários do transporte, e aí podemos incluir trens, barcas, metrô e ônibus (normal ou BRT) lucram oferecendo um serviço porcaria.


Mas por que isso continua desse jeito, e continuará sempre?


Quanto dinheiro você acha que os empresários ganham com um transporte lotado, tão lotado que pessoas passam mal nele? Com certeza é muito mais do que ganhariam se este viesse com uma quantidade que seria confortável para os usuários.


Começou a fazer a matemática?


Então vamos mais além.


A utilização deste equipamento com uma capacidade muito acima do que é recomendado (e do que é aceitável, seja tecnicamente, humanamente ou legalmente) aumenta o seu desgaste ao ponto dele dar defeitos frequentes como os que tem sido noticiados, com isso se faz necessário trocar estes equipamentos e renovar as frotas. E aí vem o pulo do gato.


Como a exploração de transportes públicos pela iniciativa privada é uma concessão, para renovar a frota, ou fazer quaisquer reformas e melhorias, isso é realizado através de um requerimento ao Tribunal de Contas, ou seja uma boa parte da grana para este investimento vem dos impostos. Do meu bolso e do seu.


É isso mesmo. Você paga o imposto e mais a passagem para ficar em uma lata de sardinha cheirando suvaco com ar condicionado quebrado (quando tem). E adivinha quem enfia essa dinheirama toda no bolso?

Começando a entender porque a situação está assim e não tem a menor chance de melhorar?

Nenhum comentário: