segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Resenha - Caixa de Pássaros - Filme

Terminei de assistir Caixa de Pássaros.
O texto abaixo pode ou não conter spoilers, leia por sua conta e risco.
Você foi avisado
Assim, não achei a 7a maravilha, mas não achei a porcaria que muita gente tava alardeando por aí.
É um bom filme de suspense. Acho que, acima de tudo é ao que ele se propôs. A estética dele é bem interessante para apresentar a proposta, o tema e as metáforas contidas nele.
Dito isso achei o filme looooongo demais. Isso é um problema dos filmes de suspense em geral na atualidade, acho eu.
E não falo só do filme como um todo, mas das cenas em si. Eu até entendo o porquê das cenas e do filme ser tão longo. A proposta tanto é para criar suspense quanto para criar intimidade entre os personagens. Intimidade demanda tempo.
O problema é que você começa a ver um padrão e passa a reconhecer as cenas que estão ali só para criar tensão, então elas não te deixam mais tenso por conta disso.
O outro problema do filme é que ele, literalmente, joga na sua cara o tema do filme nos 6 primeiros minutos (pode ver lá). E isso é outro ponto que me irrita nos filmes atuais de vir tudo muito explicadinho. Isso mata os filmes de suspense e terror.
Você passa o resto do filme procurando pistas ligadas ao tema que foi jogado na sua cara. Por um lado isso contribui para a beleza estética do filme, mas esvazia seu conteúdo, em minha humilde opinião.
Como disse, é um bom filme de suspense, não é uma maravilha. E os problemas dele são encontrados na maioria dos filmes americanos da atualidade, então menos.
Fiquei curioso se o livro é do mesmo nível e como a autora explorou algumas cenas. Talvez seja uma leitura para 2019.

Nenhum comentário: