domingo, 14 de abril de 2024

Leituras 2024 - Semana 15


Leituras 2024 - Semana 15
13 Lidos

Lendo:
01 - The Nature of Preadtors - SpacePaladin15 - 41% 
02 - A Voz da Vingança - Tigana 02 - Guy Graviel Key - 61%
03 - Herdeiros dos Antigos (RPG) - Jorge Valpaços - 18% 

Contos, Poesias & Artigos*
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 23% (14) 
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 41% (05) 
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 34% (08) 
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia
04 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.)
05 - A Gestalt-Terapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista - TEA. Uma Intervenção Possível - Juliana Antonio Cardoso
06 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere
07 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key
08 - Shibari: Guia para Iniciantes - Rigger Otto Marx
09 - Quilombos da Lua (RPG) - Luíz Eduardo Ricon & Flávio Andrade
10 - Brindlewood Bay (RPG) - Dad Overboard - ???
11 - Caltrop Kaiju (RPG) - Yvris Burke
12 - In an Instant - Caltro (RPG) - Elijah Raine
13 - Brindlewood Bay (RPG) - All Hallow's Scream - ???

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

domingo, 7 de abril de 2024

Leituras 2024 - Semana 14


Leituras 2024 - Semana 14
12 Lidos

Lendo:
01 - The Nature of Preadtors - SpacePaladin15 - 37%
02 - A Voz da Vingança - Tigana 02 - Guy Graviel Key - 31%
03 - Herdeiros dos Antigos (RPG) - Jorge Valpaços - 13% 

Contos, Poesias & Artigos*
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 23% (14) 
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 41% (05) 
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 34% (08)
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia
04 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.)
05 - A Gestalt-Terapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista - TEA. Uma Intervenção Possível - Juliana Antonio Cardoso
06 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere
07 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key
08 - Shibari: Guia para Iniciantes - Rigger Otto Marx
09 - Quilombos da Lua (RPG) - Luíz Eduardo Ricon & Flávio Andrade
10 - Brindlewood Bay (RPG) - Dad Overboard - ???
11 - Caltrop Kaiju (RPG) - Yvris Burke
12 - In an Instant - Caltro (RPG) - Elijah Raine

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

sábado, 6 de abril de 2024

Mil Faces de um RPGista - Way of the Crab - Kuni Sora


Jogo: Legend of the Five Rings First Edition
Autoria: John Wick
Editora: Alderac Entetainment Games
Experiência: MUITA! Mestrei muito e joguei muito esse sistema no final dos anos 1990 e início dos anos 2000.
Livros usados: O básico e o suplemento Way of the Crab.

Continuando a mini-série dos Way of the Clans do rpg Legend of the Five Rings, chegamos ao clã do Caranguejo. O Caranguejo é o defensor do sul de Rokugan. Os samurais desse clã lutam uma guerra milenar contra as forças das Shadowlands. Eles são pragmáticos, secos, as vezes brutais. Todos os dias são um dia de conflito na Muralha Kaiu que separa o Império Esmeralda dos servos de Jigoku.
Tem um miniconto que fala de um samurai do Caranguejo que fez um grande favor a um samurai da Garça e este último ofereceu qualquer coisa como recompensa. O Caranguejo respondeu “Uma boa noite de sono”. Essa história mostra a dura experiência do segundo clã mais militar de Rokugan.

Vamos então criar um Caranguejo.

Passo Zero: Conceito. O Way of the Crab é bem recheado de novas opções. Ele traz duas famílias novas e cinco escolas novas. Dessas eu quero a Escola Kuni de Witch-Hunters (Tsukai-Sugasu) que foca em localizar e neutralizar ameaças das Shadowlands que estejam dentro do Império. Dessa vez vou rolar a tabela de herança primeiro para ver se me dá uma ideia para o background dessa personagem.
Eu rolo 1d10 e meu resultado é… 1! Putz! Futuro Desonrado. Eu rolo o dado de novo e… caraleo! 1 de novo! Corrompido, meu ancestral sucumbiu as Shadowlands e retornou como um monstro para assombrar o clã. Acho que posso trabalhar com isso.
Quando Kuni Sora era apenas uma criança ela viu o avô usar maho (magia negra) para convocar um oni a fim de defender sua vila contra um ataque das shadowlands. O Oni se mostrou muito poderoso para o poder de seu avô e roubou-lhe o nome o rosto antes de partir. Sora sobreviveu se escondendo. Depois disso ela se tornou uma criança “avoada” como se não estivesse muito ali, sempre com um semblante neutro. Alguns até acreditavam que ela havia sido tocada pela mácula das terras das sombras também, ainda mais quando olhavam para a mecha branca em seu cabelo. Quando alcançou a idade de começar seu treinamento, ela fez de tudo para entrar na escola de Tsukai-Sugasu. Muitos acharam que ela não conseguiria, apenas um dos instrutores, Kuni Utagu viu a obstinação dela e entendeu o que ela buscava. Encontrar o Oni com o nome de seu avô e mandá-lo de volta para Jigoku.

Pronto, já está ótimo.

Passo Um: Clã, Família e Escola. Como parte da família Kuni, Sora recebe um +1 em Intelligence e como aluna dos Tsukai-Sugasu ganha +1 em Awareness. Ela também começa com as perícias Shadowlands Lore, Defense, Hunting, e Herbalism, além de duas perícias Bugei (combate) e posso escolher entre Athletics ou Stealth.
Ela também ganha a técnica Rank 1 da Escola: To Strike the Darkness, que me dá dois ataques por turno contra qualquer criatura das Shadowlands. Geralmente só se ganha dois ataques por turno a partir do Rank 3 ou 4, para ver como essa habilidade é forte.
Para minhas habilidades Bugei eu quero Kenjutsu e Polearm. Também escolho começar com Stealth. Vale a pena não deixar as criaturas das trevas verem você chegando.

Passo Dois: Gaste Pontos. Eu tenho agora 25 pontos para distribuir. Vamos começar pelas desvantagens. A única nova no Way of the Crab é Shadowlands Taint que não me interessa. Aliás, nenhuma vantagem desse livro me interessa também. Mas quero duas skills daqui: Maho-Tsukai Lore, que é o conhecimento sobre quem faz magia negra e Intimidation.
Vamos ao livro básico ver o que mais eu quero.
Com certeza eu quero Sworn Enemy para o Oni que roubou o nome do meu avô. Acho que Driven também se aplica. Isso me dá mais nove pontos, para um total de 34.
Antes de continuar eu quero aumentar algum atributo? Quero! Agility para 3, o que me custa oito pontos.
Agora deixa eu ver as vantagens. Eu quero Death Trance e, pelo menos, dois níveis de Strength of the Earth. O que deixa Sora imune a Medo e reduz as penalidades por dano dela. Isso me custa sete pontos. Então eu tenho 19 para comprar minhas skills.
Eu quero colocar 2 pontos em Shadowlands Lore, Maho Tsukai Lore, Intimidation, Kenjutsu e Polearms. E um ponto em Defense, Hunting, Herbalism e Stealth. Isso me custa um total de 14 pontos me deixando com 5 de sobra.
Vou usar dois para aumentar o Strength of the Earth ao máximo e os últimos três para aumentar a Honra de Sora que foi reduzida pela tabela de herança, deixando ela com 1,5.

Como já rolei a Tabela de Herança no início, a personagem está pronta. Meu equipamento inicial é definido pelo clã, mas eu quero que uma de minhas armas seja uma Naginata. Acho que vai ficar legal nas mãos dela.

Kuni Sora está pronta para buscar vingança e restaurar o nome e a honra de seu avô.
______________________________________________________________
Kuni Sora
Clan: Crab
School: Kuni Witch-Hunter (Tsukai-Sugasu)

Earth 2
Willpower 2
Stamina 2

Fire 3
Intelligence 3
Agility 3

Air 2
Awareness 3
Reflexes 2

Water 2
Perception 2
Strength 2

Void 2


Advantages: Death Trance, Strength of the Earth x3
Disadvantages: Sworn Enemy (Oni no Takashi), Driven

Skills: Shadowlands Lore 3, Kenjutsu 3, Polearms 3, Maho-Tsukai Lore 2, Intimidation 2, Defense 2, Hunting 2, Herbalism 2, Stealth 2.

Glory 0
Honor 1,5
Rank 1
Insight 131

quarta-feira, 3 de abril de 2024

Mil Faces de um RPGista - Goddess Saves the Queen - Abayomi Adíche


Jogo: Goddess Saves the Queen
Autoria: Carol Neves & Julio Matos
Editora: Editora Redbox originalmente, acho que agora está na mão da Secular Games.
Experiência: Louco para colocar na mesa.
Livros usados: Só o básico.

Conheci esse jogo em um episódio do podcast Caquitas RPG, inclusive super recomendo, na premissa as personagens são parte de uma agência secreta nos anos 1920 que serve diretamente à Rainha para localizar artefatos místicos de grande poder e guardá-los em lugares secretos a fim de ninguém possa usá-los, mesmo o Império Britânico. Essa última parte é duvidosa, sabemos. Um ponto de virada do jogo apresentado pelos autores no podcast é que cada uma das personagens são parte de um grupo de libertação de seus países de origem, ou são parte de grupos anti-monarquistas caso sejam britânicas. Ou seja, além do lado de caçar relíquias existe um lado agentes duplas atuando “pelo Império” ao mesmo tempo que lutam contra o Império. Amei!
Quando eles fizeram uma promoção após a morte da Rainha Elizabeth eu não resisti e comprei o livro. rs
O sistema é próprio e usa um esquema de rolamentos antecipados que você vai gastando os dados para realizar ações ou acionar complicações, de forma parecida (mas não igual) ao sistema usado no 7thSea 2e.
Eu ainda preciso colocar um dos dois na mesa pra ver como isso funciona.

Por ora, vamos criar uma Deusa.

Passo Zero: Conceito. Minha ideia é fazer uma mercenária que começa a atuar na organização apenas como mais um trabalho. Ela não acredita em magia, mas acredita em levantar informações e contatos para grupos em seu país de origem. Por enquanto estou pensando nela como nigeriana, mas vamos ver como se desenvolve a ideia.

Passo Um: Defina seus Karmas. Os Karmas são as motivações das Deusas. Também é aquilo que alimenta o seu Ímpeto (mais ou menos os pontos de vida desse jogo) e as decisões que você toma para ajudar sua nação a se livrar do imperialismo britânico. Existem três tipos de Karmas: Objetivo, Crença e Compromisso.
Para o Objetivo apesar de Libertadora ser bem próximo do conceito que tenho para essa personagem, acho que Fora-da-Lei tem mais a ver com ela. Talvez ela mude com o passar do tempo.
Para Crença prefiro Pragmática. Como eu disse, ela não acredita nesse blá blá blá de magia… até não poder negar mais, é claro.
Agora para Compromisso fiquei na dúvida. Fiquei entre Dívida e Contrato. Mas acho que Dívida encaixa melhor só que não é uma dívida em dinheiro. Ela se sente em dívida com seu povo e com um dos grupos rebeldes da Nigéria. Imagino isso aparecendo com ela tendo de decidir entre ajudar um desses rebeldes ou seguir com seu compromisso com as Goddess.

Passo Dois: Defina sua Nação. Dando uma relida na lista das nações eu chego a ficar tentado em mudar para Índia ou Egiro, mas vou manter Nigéria mesmo. Eu posso escolher uma das opções apresentadas para aumentar a minha pilha de dados. Escolho ganhar mais um dado sempre que lidar com armas brancas curtas como Facas.
Também aproveito para dar uma olhada na lista de nomes sugeridos para escolher um: Abayomi.

Passo Três: Escolha sua Especialidade. A Especialidade é mais ou menos equivalente a “classe” de outros jogos. Diz em que situações eu tenho mais dados para atuar. Ainda na dúvida se Abayomi seria uma Militar ou uma Infiltradora. Deixa eu ler as duas e decidir.
Apesar de Infiltradora também encaixar legal, a imagem de Abayomi como uma mercenária especializada em tirar o resto do grupo de situações de fogo cruzado me atrai então vou de Militar.

Passo Quatro: Pertences. Agora basicamente escolho o equipamento básico da minha Deusa. O que ela costuma levar nas missões. Itens aqui podem ter pequenos bônus em algumas situações. Acho que só vou querer uma faca (que pode ser de estimação) e uma pistola semiautomática. Deixo nas mãos da minha Narradora imaginária passar outros equipamentos necessários à missão.

Por fim, é só escolher um nome (que eu já fiz) e um passado (que eu também já fiz). Então minha Deusa está pronta para viajar o mundo em busca de artefatos mágicos às ordens da coroa britânica enquanto secretamente busca contatos e informações que ajudem na independência de sua terra natal.
_____________________________________________
Abayomi Adiche
Nacionalidade:
Nigeriana
(+1d sempre que lidar com armas brancas curtas como Facas)
Especialidade: Militar

Karmas:
Objetivo: Fora-da-Lei.
Crença: Pragmática.
Compromisso: Dívida.

Pertences: Faca – Ferramenta 2(corpo a corpo) e Pistola – Bélico 1 (média distância).

domingo, 31 de março de 2024

Leituras 2024 - Semana 13


Leituras 2024 - Semana 13
10 Lidos
Lendo:
01 - The Nature of Preadtors - 33% 
02 - A Voz da Vingança - Tigana 02 - Guy Graviel Key - 22%
03 - Herdeiros dos Antigos (RPG) - Jorge Valpaços - 08% 

Contos, Poesias & Artigos*
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 20% (15) 
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 34% (08) 
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 25% (06) 
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia
04 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.)
05 - A Gestalt-Terapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista - TEA. Uma Intervenção Possível - Juliana Antonio Cardoso
06 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere
07 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key
08 - Shibari: Guia para Iniciantes - Rigger Otto Marx
09 - Quilombos da Lua (RPG) - Luíz Eduardo Ricon & Flávio Andrade
10 - Brindlewood Bay (RPG) - Dad Overboard - ???

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

quinta-feira, 28 de março de 2024

Mil Faces de um RPGista - Mage: The Awakening - Walkyria Carvalho


Jogo: Mage: The Awakening Second Edition – A Storytelling Game of Modern Sorcery
Sistema: Storytelling (Chronicles of Darkness)
Autoria: Dave Brookshaw (org.)
Editora: Onyx Path Publishing, orignalmente publicado pela White Wolf Publishing. No Brasil existe uma versão brasileira publicada pela Devir Editora chamada Mago: O Despertar.
Experiência: Nenhuma e não tenho muita vontade de ter.
Livros usados: Só o básico.

Quando o mundo das trevas foi resetado e o “novo” mundo das trevas, que depois viria a se tornar o Crônicas das Trevas foi criado, a primeira coisa que a White Wolf fez foi relançar em “novas versões” (sim, muitas aspas) seus três jogos carros-chefes: Vampire, Werewolf e Mage.
Quem acompanha minhas postagens ou me conhece fora da internet sabe o quanto eu amo Mage: The Ascension. Então eu já tinha um pé atrás com essa nova versão. E foi pior.
Mage: The Awakening “conserta” (mais muitas aspas aqui) seu predecessor eliminando os vários paradigmas (uma pedra angular em Ascension), agora todos os magos são descendentes de Atlantis, e revisando o sistema de magia que era muito complexo para alguns torná-lo ainda mais complicado. Ah sim, os magos agora são obcecados com mistérios e o foco do jogo são investigações (o que eu nem acho tão ruim assim).
Francamente a ambientação nem é tão ruim assim se não fosse uma tentativa ridícula de consertar um jogo que eu gosto muito e que não precisava de conserto. Apenas uma apresentação melhor, que o M20 fez muito bem EMHO.

Feito o meu Rant, vamos fazer uma maga/investigadora do oculto.

Passo Um: Conceito. Quero abraçar a ideia de investigadora do oculto proposto pelo jogo. Também quero pegar uma das versões da Esfera, digo Arcana (se preparem porque eu vou fazer muitas vezes essa piadinha aqui) de Entropia. Nesse jogo essa Esfera/Arcana foi dividida em duas Destino e Morte. A Esfera/Arcana da Morte eu nem achei tão ruim, mas talvez eu colocaria Destino junto com Tempo.
Voltando a personagem. Entre os pilares, as torres místicas que o seu personagem visualiza no plano supernal quando desperta (não pergunte), fiquei entre Acanthus que são bruxas e Moros que são alquimistas. Mas acho que para o que estou querendo Acanthus funciona melhor. Já para minha Ordem, fiquei em dúvida entre Mysterium e Silver Ladder, mas acho que posso trabalhar com essa última.
Walkyria Carvalho é uma consultora para a polícia civil. Ela não aparecerá em nenhum registro de investigação, mas alguns detetives a chamam quando o caso envolve algo estranho demais para eles entenderem. Como todo Silver Ladder ela está interessada em fazer a humanidade despertar da Mentira, mas acha importante proteger essa mesma humanidade enquanto isso não acontece.
Como a maioria dos mortais ela tem uma Virtude e um Vício que me ajudam a recuperar Willpower. Acho que a Virtude dela seria Curiosa, ela está sempre buscando respostas para novas perguntas, e seu Vício seria Deceitful, onde ela gosta de dizer meias verdades sobre o mundo mágico, ou não contar tudo o que sabe deixando os outros sempre com uma pulga atrás da orelha.
Preciso fazer três Aspirações para ela. Duas de curto prazo, uma de longo prazo. A de longo prazo pode ser algum mistério específico e pessoal do qual ela esteja atrás. Percebi que falei muito de monstros no conceito. E se ela perdeu alguém, uma pessoa mundana, para um monstro e está atrás de pistas sobre este? “Descobrir o assassino da minha irmã” é uma boa. “Ajudar alguém a ver a Verdade” pode ser um dos de curto prazo, como imagino que uma das pcs em meu grupo imaginário acabou de despertar e Walkyria pode assumir como uma cuidadora dessa pc. O último pode ser algo mais genérico, como “Fazer alguém duvidar de si mesmo.”, imagino ela manipulando alguém dessa forma.
Gostei do conceito até agora. Vamos em frente.

Passo Dois: Selecione Atributos. Os atributos seguem o padrão Crônicas das Trevas e a distribuição por priorização em 5/4/3. Mental é primário, com certeza. Acho que vou colocar Físico como secundário e Social como terciário. Ela não se importa de ser uma pessoa estranha e enfrentar (ou correr de) monstros é bom para o físico.
Dos mentais vou colocar dois em Intelligence, dois em Wits e o último em Resolve.
Dos físicos vai um em cada um e mais um em Stamina.
E os sociais deixa um em cada por enquanto.

Passo Três: Selecione Habilidades. Estão divididas em Físico, Mental e Social também e tenho 11/7/4 para distribuir. Vou manter Mental como primário, mas acho que vou inverter os outros dois deixando Social como secundário e físico como terciário.
Das habilidades mentais eu quero: Academics, Investigation, Medicine e Occult. Vou colocar 3 em Investigation e Occult, 2 em Academics e Medicine e botar o último ponto em Craft ou em Science. Decido quando for montar a ficha lá embaixo.
Das sociais eu quero Empathy, Intimidation, Streetwise e Subterfuge. Dois pontos em cada e um em Persuasion pode ajudar.
Por fim, das físicas eu quero Athletics, Brawl, Firearms, Larceny e Stealth. Um ponto em cada está bom.

Passo Quatro: Determine Especialidades. Escolho três perícias para ter uma especialidade. Eu quero Occult (Witchcraft), Investigation (Crime Scenes) e Academics (Psychology).

Passo Cinco: Adicione o Template de Mage. Agora para as coisas realmente divertidas.
Eu já escolhi meu Caminho (Acanthus) e Ordem (Silver Ladder) lá em cima. Preciso descrever meu Nimbus (minha aura de magia) que eu acho que parece como uma nuvem de tempestade, as pessoas sentem frios na espinha onde eu passo. Também preciso escolher um Item Mágico Dedicado e acho que meu tarô passado por minha avó é uma ótima escolha.
Agora eu distribuo minhas Esferas, digo Arcanas. Porque raios mudaram os nomes eu não sei. Mas uma coisa tenho de admitir, o fato de terem realinhado as capacidades de cada Esfera/Arcana para que cada uma esteja alinhada com as outras foi muito bom e espero que seja algo que roubem desse jogo em um Mage: The Ascension quinta edição.
Três dos meus seis pontos precisam estar em Fate e Time, as Esfera/Arcana dos Acanthus e não posso começar com nenhum ponto em Forças que é a Esfera/Arcana Inferior desse Caminho.
Vou começar colocando dois em Fate e Time, um vai para Mind e o último vai para Spirit. Pensando se é uma boa tirar um de algum lugar e colocar em Matter… nah! Está bom assim.
Eu começo com Gnosis um, mas já vou gastar cinco Merits para aumentar para dois.
Minha Obssession é Entender o Processo de Despertar. O que faz uma pessoa conseguir emergir da Mentira? É algo por conta própria ou há outras forças envolvidas?
Agora eu escolho três Rotes e dois Praxes. O que são isso? Rotes são magias consagradas que Walkyria estudou a exaustão até memorizar e Praxes são magias que Walkyria praticou a exaustão até memorizar… ou seja, não tem uma diferença real. Mecanicamente Rotes são magias que eu posso somar uma skill aos dados e praxes são magias que eu tenho sucessos decisivos com três sucessos em vez de cinco.
Então vamos ver a lista de magias do livro e escolher algumas. (em um sistema magia cuja marca sempre foi a versatilidade e liberdade para se fazer praticamente qualquer coisa). Como Rotes, eu gosto dessas com suas devidas skills:
Mental Scan (Occult) – Mind 1
Exorcist’s Eye (Occult) – Spirit 1
Postcognation (Investigation) – Time 1
Para Praxis, eu gosto de Serendipity (Fate 1) e Perfect Timing (Time 1) ambos voltados para Walkyria agir no momento certo para ganhar benefícios.
Eu ganho um ponto extra para um dos meus atributos de resistência (Stamina, Composure ou Resolve), acho que vou escolher Composure. Tem mais a ver com Walkyria.
Por fim, eu ganho mais um ponto em Occult por fazer parte de uma Ordem, o que a joga para quatro.

Passo Seis: Merits. Agora eu tenho dez pontos para comprar Merits. Eu já gastei cinco para aumentar Gnosis para dois e eu já ganho Order Status (Silver Ladder) 1 e High Speech. Hummm… eu quero Lex Magica, Familiar (2) e Sanctum (1). Imagino o familiar dela sendo um gato de três cores (preto é muito clichê rs) e o Sanctum como um quartinho de bruxaria no apartamento dela (ou o próprio apartamento).

Passo Sete: Determine Vantagens. Só falta calcular os atributos secundários do jogo.
Size é 5
Health é Stamina+Size = 3+5 = 8
Speed é 5+Strength+Dexterity = 5+2+2 = 9
Willpower é Composure+Resolve = 3+2 = 5
Wisdom é 7
Initiative é Dexterity+Composure = 2+3 = 5
Defense é o menor entre Dexterity ou Wits+Athletics = 2+1 = 3

E Walkyria Carvalho está pronta para investigar as influências do mundo mágico no mundo humano e tentar entender: O que nos desperta?
_____________________________________________________________________
Walkyria Carvalho
Path: Acanthus
Order: Silver Ladder
Virtue: Curious
Vice: Deceitful
Obsession: What makes someone to awaken?
Aspirations:
“Uncover my sister’s killer”
“Help someone to see The Truth”
“Make someone doubt themself”

Attributes:
Mental: Intelligence 3, Wits 3, Resolve 2
Physical: Strength 2, Dexterity 2, Stamina 3
Social: Presence 2, Manipulation 2, Composure 3

Abilities:
Mental: Academics(Psychology) 2, Investigation 3, Medicine 2, Occult(Witchcraft) 4, Science 1.
Physical: Athletics 1, Brawl 1, Firearms 1, Larceny 1, Stealth 1
Social: Empathy 2, Intimidation(Crime Scenes) 2, Persuasion 1, Streetwise 2, Subterfuge 2

Yantra: Witchcraft
Arcana: Fate 2, Mind 1, Spirit 1, Time 2

Rotes:
Mental Scan (Occult) – Mind 1
Exorcist’s Eye (Occult) – Spirit 1
Postcognation (Investigation) – Time 1

Praxes:
Serendipity (Fate 1) e Perfect Timing (Time 1)

Gnosis 2
Wisdom 7

Merits: Familiar (2), High Speech, Lex Magica, Order Status (Silver Ladder) 1,Sanctum (1).

Size 5
Health 8
Speed 9
Willpower 5
Initiative 5
Defense 3

sábado, 23 de março de 2024

Mil Faces de um RPGista - Way of the Unicorn - Moto Samir


Jogo: Legend of the Five Rings First Edition
Autoria: John Wick
Editora: Alderac Entetainment Games
Experiência: MUITA! Mestrei muito e joguei muito esse sistema no final dos anos 1990 e início dos anos 2000.
Livros usados: O básico e o suplemento Way of the Unicorn.

Vamos continuar o mini-projeto dos Way of… de L5R. O segundo livro da série é o Way of the Unicorn. Curioso que os clãs mais exóticos foram os primeiros.
O clã do Unicórnio originalmente era o clã do Ki-Rin. Após o Dia do Trovão (o primeiro), os clãs se organizaram, com cada um assumindo um papel no nascente Império Esmeralda, Shinjo, a fundadora do Clã do Ki-Rin se voltou para o Oeste e declarou que seu clã iria viajar para conhecer as terras além a fim de descobrir possíveis inimigos de Rokugan.
Passaram-se oitocentos anos e o clã retornou totalmente diferente. Com costumes estranhos, vestindo peles de animais mortos e cavalgando cavalos mais poderosos que qualquer um já visto pelos Rokugani. Eles haviam se tornado o clã do Unicórnio.
Trezentos anos se passaram desde esse retorno, mas até hoje o Império desconfia de seus integrantes, ou ao menos os acham estranhos demais para serem considerados iguais. Mas eles foram reconhecidos pelo Imperador.

Vamos fazer um Filho do Vento.

Passo Zero: Conceito. O Way of the Unicorn traz duas novas famílias e três novas escolas. As famílias são Moto, que são basicamente guerreiros mongóis que foram agregados ao clã em suas viagens, e Ide, os negociadores e diplomatas do clã acostumados com lidar com diferentes culturas. Quero fazer uma mistura dos dois. Um Moto que segue o caminho dos Ide.
Moto Samir era o filho mais novo de um daimyo menor no noroeste do território do Unicórnio. Em vez de ser enviado para uma escola de Bushi de seu família, ele foi enviado para a escola de Courtier da família Ide. Ele sempre se ressentiu sobre isso, vendo nesse ato um menosprezo de seu pai por ele ser mais fraco que seu irmão mais velho. Quando seu pai adoeceu e faleceu, Samir voltou para o funeral e teve uma discussão com seu irmão sobre isso que lhe disse que ele havia entendido tudo errado. Que seu pai havia percebido sua inteligência e pensamento rápido, e o enviou para onde essa arma pudesse ser melhor temperada para o bem de sua família e seu clã.

Passo Um: Clã, Família e Escola. O clã é o Unicórnio, a Família é Moto e a Escola Ide de Emissário.
Eu ganho +1 em Void pela família e a Maldição dos Moto, uma desvantagem de zero pontos que me torna mais difícil ter reconhecimento e Glória pela conexão da família com uma parte deles que foram corrompidos na volta do clã Unicórnio através das Shadowlands.
Pela Escola eu ganho +1 em Awareness e +1 nas perícias Horsemanship, Etiquette, Law, Kenjutsu, Sincerity, Commerce e Courtier e uma Honra inicial 2,5. Também recebo a Técnica The Heart Speaks que me dá um bônus igual minha Honra nos meus testes sociais e me permite fazer um teste antes de fazer uma gafe social.

Passo Dois: Customize o Personagem. Agora tenho 25 pontos para distribuir. Vamos começar pelas desvantagens.
Do Way of the Unicorn eu pego Gaijin Name (é um nome árabe que era do bisavô dele) e Overconfident e do básico eu pego Small. Isso me dá 7 pontos. Vamos olhar as vantagens agora. Quero Irreporachable, que me dá bônus para resistir a sedução e suborno, vou colocar dois pontos nela. Vamos ver se tem mais alguma coisa no básico que me interessa. Eu quero Read Lips e Voice. Ou seja, fiquei com um saldo de um ponto extra.
Quero aumentar Awareness em +1 o que vai me custar 8 pontos. Talvez aumentar Perception ou Reflexes… vou deixar pra pensar nisso depois de aumentar as skills.
Opa! Antes disso, quero aumentar a Honra de Samir (que deve ser chamado de Samiru pelos Rokugani por não haver “r” isolado na sua linguagem) para 3,5 o que vai me custar 3 pontos.
Então tenho 15 pontos para distribuir em Skills.. Vamos lá. Primeiro quero aumentar todas as skills de Escola para 2 e Etiquette, Sincerity e Courtier para 3. Isso me custa 10 pontos. Nenhuma Skill do Way of the Unicorn me interessa, vamos ver o básico se tem alguma interessante.
Hummmm… Quero um ponto em Investigation, um em History e um em Poetry. Acho que vou colocar os dois últimos em Iaijutsu para o caso dele se envolver em algum duelo e é isso.

Passo Três: Tabela de Herança. Já ia esquecendo da Tabela de Herança. Vamos ver o que surge e como adapto a história que já criei do meu personagem. Rolo 1d10 e tiro um 8. Passado Distinto. Rolo de novo e 4, Veterano de Batalha. Rolo mais uma vez pra ver em que batalha meu ancestral lutou e Battle of White Shore, quando o Leão traiu uma aliança com o Escorpião que se voltou contra o Unicórnio. Isso me dá 1 de Glory, um Aliado Menor no Clã Leão e um Inimigo Menor no Clá Escorpião. Hummm… minha vida na corte com certeza será interessante.

Samir é um homem pequeno até para os padrões Rokugani (que são bem similares aos japoneses medievais). Ele tem um nariz aquilino que o distingue. Apesar de ser um courtier ele não costuma se vestir de forma muito extravagante, aprendendo que ser negligenciado pode ser algo bom.

E é isso. O próximo será do Way of the Crab e acho que consigo alinhar a agenda original a partir desse.
_________________________________________________
Moto Samir
Clan: Unicorn
School: Ide Emissar School

Earth 2
Stamina 2
Willpower 2
Fire 2
Agility 2
Intelligence 2
Air 2
Reflexes 2
Awareness 4
Water 2
Strength 2
Perception 2
Void 3

Advantages: Ally (Minor – Lion), Irreporachable 2, Read Lips , Voice.
Disadvantages: Enemy (Minor – Scorpion), Gaijin Name, Overconfident, Small.
Skills: Commerce,2 Courtier 3, Etiquette 3, History 1, Horsemanship 2, Iaijutsu 2, Law 2, Kenjutsu 2, Poetry1, Sincerity 3,

Glory 2
Honor 3,5

quarta-feira, 20 de março de 2024

Mil Faces de um RPGista - Predation - Zin Gonçalves


Jogo: Predation
Sistema: Cypher System
Autoria: Shanna Germain
Editora: Monte Cook Press
Experiência: Li a pouco tempo e pretendo colocar na mesa em breve.
Livros usados: O básico e talvez alguma coisa do livro básico do sistema Cypher.

Em algum ponto no meio do século XXII a humanidade descobriu a tecnologia da máquina do tempo, a partir daí surgiu um projeto ambicioso. Viajar para o período cretáceo e estabelecer uma base de estudos lá. As bases foram formadas e quando estavam estabelecidas com mais de centenas de engenheiros, agrônomos e cientistas das mais variadas especialidades. Então houve uma explosão e as máquinas do tempo pararam de funcionar, sem ninguém que pudesse consertá-las a partir do passado esse grupo ficou preso lá.
Isso foi a mais de oitenta anos.
Essa é a premissa do jogo Predation. Ambientado no cretáceo, os jogadores são a segunda ou terceira geração de descendentes dos pesquisadores originais. Para eles o futuro é quase como um lugar místico que tenta se comunicar ainda hoje através de pequenos bolsões no tempo, ou, pelo menos, é o que se acredita. Talvez os bolsões sejam uma consequência do que quer que tenha destruído as máquinas do tempo quase oitenta anos atrás.

E há um meteoro vindo para destruir os dinossauros… e a nós também.

Vamos criar um sobrevivente do período cretáceo então.

Passo Zero: Conceito. O sistema cypher usa o modelo Você um “tipo” “descritor” que faz um “focus”. Esses três elementos compõem o seu personagem. Então o conceito é quase o próprio personagem. Em primeiro lugar pensei em fazer um “Karn” que são os guerreiros desse cenário, mas como já fiz uma guerreira na minha outra personagem de Cypher quero fazer algo diferente. Estou entre um Pteryx que são os exploradores ou um Osteon que são tipo os diplomatas e contadores de histórias. Hummm… os Osteon tem uma coisa meio mística, meio tecnológica de tentar entrar em contato com as anomalias temporais. Aliás, essas anomalias são a forma de pegar cyphers nesse cenário. (não sabe o que são cyphers? Procura minha outra personagem nesse sistema ali na lista). Então estou imaginando um personagem meio xamã com penduricalhos místicos junto com chips de dados e tal. Acho que já é um bom ponto de partida.
Deixei esse post de lado por uns dias e a verdade é que não estou satisfeito com ele. Sempre gosto, quando uso um suplemento ou um cenário de usar o material deste o máximo possível em vez do material do livro básico do sistema. E sinto que o personagem que estava montando ia seguir por esse caminho. Por isso, vou refazer o conceito desse personagem.
Manterei o nome, Zin Gonçalves. Zin é neto de dois cientistas originais do projeto SATI, uma chinesa e um português (não que isso signifique alguma coisa para ele), mas sua inteligência nunca foi muito para uma área mais técnica. Enquanto seus avós e seus pais gostavam de pesquisar sobre os dinossauros e como realizar melhores combinações genéticas destes, Zin gostava dos dinossauros por serem dinossauros. Gostava de correr com eles, de caçar com eles, brincar com eles. Quando chegou aos dezesseis anos ele abandonou o complexo onde vivia para conhecer mais o mundo, Grevakc como os humanos o chamam, para além de gráficos de computador e hélices de dna em um microscópio. Agora sim, tenho algo com o quê trabalhar.

Passo Um: O Tipo. A primeira parte da montagem de personagem em Cypher é o Tipo. Algo como a “classe”. Em vez do Osteon que eu tinha pensado originalmente, Zin encaixa mais com Pteryx que é meio que equivalente em Predation ao Explorer do Cypher básico. Ou seja, uma espécie de “Pau-pra-toda obra” (ou Jack of all trades se preferir). Começo com Might 10, Speed 9 e Intelect 9 e mais seis pontos para distribuir. Acho que vou colocar três em Intelect, dois em Speed e o último ponto vai pra Might me deixando com 11, 11 e 12. Um personagem bem mediano.
Deixa eu rolar na tabela de backgrounds para ver se me dá mais alguma ideia. Tirei 13 que diz que meu amigo de infância, vamos dar um nome para ele… Carlos, foi abduzido uma noite e que eu ainda procuro por ele mesmo sabendo que ele possivelmente não está mais vivo. Dando uma olhada nas organizações desse mundo, acho que faz sentido Carlos ter sido sequestrado durante um ataque das Borboletas, um grupo que tenta destruir toda a tecnologia a fim de reduzir o efeito borboleta (daí o nome) que nossa presença no passado pode ter causado no futuro. Seria interessante se Carlos tivesse ido por livre escolha e se tornasse uma espécie de antagonista pessoal de Zin.
Eu agora escolho três habilidades de uma lista. A maioria das habilidades aqui são do Explorer, mas algumas são de outros Tipos, Focus ou Flavors. O que gera uma lista bem adaptada ao cenário.
Eu já começo com Discover Dinossaurs (o que é perfeito para Zin). Vou precisar olhar o Cypher básico para entender algumas habilidades. Eu gosto de Understanding (depois de observar uma criatura ou objeto eu gasto 1 Intellect e ganho um asset na minha próxima interação com ele), Danger Sense (que me dá vantagem em testes de Iniciativa) e estou na dúvida se pego alguma perícia ou uma habilidade de combate. Vou deixar as perícias para outras partes do personagem e pegar Overwatch, que basicamente me torna um sniper.

Passo Dois: Descritor. Beleza, eu sou um Pteryx. Um Pteryz o quê? Eu tenho meu substantivo, vamos para o adjetivo agora. Olho a lista que vem no Predation e os dois primeiros já me interessam. Daring e Empirical. Ao ler os dois, Daring tem mais a ver com meu Zin. Talvez Carlos ou um outro npc do passado de Zin poderia ser empirical? Não sei.
Daring me dá mais quatro pontos de Intellect o que joga para 16 (eu disse que ele era esperto). Eu ganho um asset toda vez que eu faço algo que eu nunca tentei antes e sou treinado em uma perícia entre scientific discovery, pathfinding e storytelling. Pela história que criei para Zin acho que Pathfinding é a melhor opção. Eu também tenho uma inabilidade com qualquer coisa que envolva leis ou seguir regras, talvez por isso ele tenha partido. Rs
Eu tenho quatro opções de links iniciais para a aventura. Vou rolar 1d4 e ver o que sai. Tirei 3: Um dos outros personagens jogadores me ouviu contando uma história fantástica, mas não ouviu o final. Ele me convidou para acompanhá-los a fim de ouvir o final da história. Gostei da ideia de Zin como um contador de histórias. Talvez tando de suas aventuras quanto as que ele ouviu dos avós sobre esse lugar mágico chamado “futuro”.

Passo Três: Focus. Agora vamos ao verbo. O que meu personagem faz. E eu sei exatamente o que eu quero. Walk With Dinossaurs.
Primeiro eu rolo outro 1d4 pra ver uma conexão com outro personagem jogador. Tirei 3 de novo. Escolho um PC que tem problemas em lidar com seu companheiro e pediu minha ajuda. Isso aí! Eu sou o encantador de dinos.
Eu ganho duas sugestões para quando tiro 19 ou 20 nos dados e duas habilidades novas Kinesic, que me permite ganhar assets para interagir com dinossauros depois de eu estudar a linguagem corporal deles; e Read the Signs que me torna treinado em Iniciativa e Acessar o Perigo quando tem dinossauros por perto porque eu me baseio nas reações deles para reagir também.

Passo Quatro: Companheiro. Como disse lá em cima, uma das partes legais de Predation é que você joga com dois personagens. O seu e o companheiro dinossauro de outro jogador. Vamos montar o companheiro de Zin pelo Cretáceo.
Pra começar vou rolar na tabela de Background do meu Companion. Basicamente como eu o conheci e como nos conectamos. Até tenho umas ideias, mas vamos ver o que a tabela me traz. Rolo 1d20 e tiro 6, “você gastou um longo tempo caçando o companheiro perfeito antes de finalmente encontrar seu companheiro perfeito. Os dois se tornaram inseparáveis desde então”. Vamos ver o que posso fazer com isso.
No habitat onde Zin vivia era comum caçar e capturar dinossauros para pesquisa e análise e ele tentou participar desde antes de ter a idade necessária para isso. Seus avós chegaram a conclusão que era melhor levar o moleque em vez dele ir sozinho escondido. Em uma dessas viagens encontraram um ninho cuja mãe foi morta por outro animal, no momento que mostraram para Zin o ninho, um dos ovos rachou e a criatura que saiu dali olhou para Zin e formou o link inicial imediatamente.
Agora eu preciso escolher o tipo do meu companion. Estou na dúvida entre pegar Raptor ou Pterosaurs, ambos são focados em ser rápidos o que bate com o estilo do Zin. Mas acho que vou pegar Ptesoraurus, pra ser mais específico, um Arqueoptérix, um dos primeiros pássaros voadores da pré-história. Seu nome é Archie (foi o que Zin conseguiu entender quando disseram o nome Arqueoptérix quando ele era criança rs). Ele não tem habilidades agora, mas quando eu subir de Tier pretendo pegar Temporal Hunter que faz ele ser capaz de “farejar” rupturas temporais onde se conseguem cyphers.
E por fim, escolho a Disposição do meu Companion. Sua personalidade. Isso também dá um benefício para meu personagem quando trabalho em conjunto com meu companion além de servir como dica para meu colega de grupo imaginário interpretá-lo. Curious é perfeito. Imagino esse “passarinho” xeretando tudo enquanto Zin vai atrás para saber o que Archie encontrou. Rs
Isso dá a Zin um asset em todos os testes de Percepção quando procuramos algo juntos.

Passo Quinto: Equipamento. Equipamento em Predation é engraçado. Você tem ao mesmo tempo coisas primitivas feitas de osso, couro de dinossauro e etc junto com materiais e máquinas futuristas muito mais avançadas do que imaginamos hoje.
Eu começo com minhas roupas, uma arma a minha escolha, dois itens expensives, dois moderately priced, e até quatro inexpensive intens.
Minha arma vai ser um rifle. Como disse, ele está mais para sniper do que combatente corpo-a-corpo.
De itens moderados eu quero a bolsa do aventureira (corda, rações, martelo, roupas quentes, botas e tochas) e um uniforme SETI que ele guarda em sua bolsa.
Meus itens expensives eu quero uma armadura de wetwave (feita por aranhas geneticamente alteradas) que me dá 2 de Armor e o segundo vou pegar um labkit. Zin continua um pesquisador, só mais diretamente envolvido no campo de estudos. rs
Por fim, meus itens inexpensive são lanterna, cantil, filtro portátil, pé de cabra e mais um pouco de cordas.

E é isso! Zin está pronto para explorar o continente de Grevack e descobrir tudo o que puder sobre os dinossauros… isso enquanto o meteoro não vem, é claro.
____________________________________________________
Zin Gonçalves
Daring Pteryx Who Walks With Dinossaurs

Might 11
Speed 11
Intellect 16

Might Edge 1
Speed Edge 0
Intellect Edge 0

Cypher Use: 2

Armor: 2

Skills:
Pathfinding
Inability: Follow rules and law
Assets: Everytime i try something new.
Special Abilities: Discover Dinossaurs, Understanding, Overwatch, Kinesic, Read the Signs

Companion: Archie
Pterosaurus
Curious
Level
2
Health 8
Combat: 2 damage in diving attack
Armor: 0
Trained: Flying, Gliding and Diving.

quinta-feira, 14 de março de 2024

Mil Faces de um RPGista - Wolfspell - Hilda


Jogo: Wolfspell
Sistema: Powered by the Apocalypse (sort of)
Autoria: Epidiah Ravachol
Experiência: Só li.
Livros usados: Só o artigo que saiu na revista Unsung Tales

Certamente Epidiah Ravachol é o meu designer de RPG favorito. A capacidade dele de criar jogos e mecânicas completamente diferentes me impressiona. Desde um jogo de terror que usa torre de blocos em vez de dados (Dread), passando por um que usa sudoku para falar de estagiários viajantes do tempo (Time & Temp), até super-heróis renascentistas (Four Colours of Al Fresco). Wolfspell é um minisistema que ele lançou na revista Unsung Tales onde os jogadores são guerreiros vikings que, por algum motivo, são transformados em lobos para cumprir uma missão.
O sistema é baseado no PbtA, com uma diferença de que os dois dados rolados são de cores diferentes, onde um representa o lado Herói do seu personagem e o outro o lado Lobo deste. Ou seja, o dado mais alto indica não só se o personagem teve sucesso ou não, mas COMO ele vai realizar a ação.

Então, vamos criar um guerreiro viking transformado em lobo.

Passo Zero: Conceito. Estava lembrando outro dia ao conversar com uns amigos sobre um caso uma exploração arqueológica de um cemitério de guerreiros vikings onde originalmente consideraram que todos os mortos ali eram homens. Pesquisas mais apuradas da pélvis das ossadas e até estudos de DNA comprovaram, para o horror da galera nerd machista, que várias guerreiras ali eram mulheres (https://en.wikipedia.org/wiki/Birka_grave_Bj_581). Então, quero fazer uma mulher guerreira viking que se tornará um lobo.
Joguei no google “nomes vikings femininos” e o primeiro que apareceu na lista foi Hilda que significa “a combatente” ou “a guerreira”. Vi nisso um sinal e minha guerreira se chamará Hilda.

Passo Um: A Alcatéia. Em vez dos playbooks de outros jogos PbtA, wolfspell distribui perguntas para a criação dos personagens. Cada jogador só pode se identificar com uma dessas. Lendo a lista, acho que Hilda se identifica logo com a primeira: “Muitos testaram o braço que carrega minha espada e agora me esperam para se vingar de mim no pós-vida”. Bem badass. Isso me dá um bônus de +3 no meu dado de Sangue (que me permite agir como uma guerreira viking, e não Herói como coloquei lá em cima) em tarefas de derramamento de sangue e ódio. Ou seja, mesmo baixando a porrada, Hilda mantém mais a cabeça do se entrega a selvageria.

Passo Dois: A Magia. Agora, como grupo, nós escolhemos dentre as opções a que melhor se aplica ao feitiço que nos transformou em lobos e nos colocou no caminho da nossa jornada.
Olho as opções e achei uma mais legal. “Por gerações a muito passadas, essa maldição esteve sobre vocês e nosso povo. Esta noite vocês devem correr como crianças de Fenris e expulsar um clã rival do vale.” Isso dará um bônus ao final do jogo para que voltemos a ser humanos para cada inimigo cada um de nós matou ao longo da história.

Passo Três: A Transformação. Agora o Inverno (como o mestre de jogo é chamado aqui) pode fazer perguntas que ajudem a aprofundar nosso personagem a respeito da transformação. Olho as quatro perguntas e acho que vou escolher uma aleatoriamente. Rolo 1d4 e...4) Que temor se infiltra em sua alma durante a transformação?
Conforme Hilda corre pelos campos ao lado de seus companheiros transformados as memórias de seus tempos como humana escorrem como a neve em uma manhã de verão e ela se pergunta se algum dia foi uma humana que agora é uma loba, ou sempre fora uma loba que apenas sonhou ser humana?

E é isso. Hilda irá se lançar sobre o clã rival sobre a benção/maldição de Feris e talvez consiga voltar a sua vida normal… mas será que algum dia ela se sentirá normal novamente?
_______________________________________________________

Hilda

+3 Blood when performing taks of gore or hatred

+1 at Morning’s Light to Blood Die to each enem of your clan you have personally slain this night.


domingo, 10 de março de 2024

Leituras 2024 - Semana 10


Leituras 2024 - Semana 10
09 Lidos

Lendo:
01 - The Nature of Preadtors - 20% 
02 - A Voz da Vingança - Tigana 02 - Guy Graviel Key - 20%
03 - Herdeiros dos Antigos (RPG) - Jorge Valpaços - 06% 

Contos, Poesias & Artigos*
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 14% (16) 
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 28% (09) 
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 25% (06) 
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia
04 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.)
05 - A Gestalt-Terapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista - TEA. Uma Intervenção Possível - Juliana Antonio Cardoso
06 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere
07 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key
08 - Shibari: Guia para Iniciantes - Rigger Otto Marx
09 - Quilombos da Lua (RPG) - Luíz Eduardo Ricon & Flávio Andrade

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

domingo, 25 de fevereiro de 2024

Leituras 2024 - Semana 08


Leituras 2024 - Semana 08
05 Lidos

Lendo:
01 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 68%
02 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere - 94%
03 - Quilombos da Lua (RPG) - Luíz Eduardo Ricon & Flávio Andrade - 01% 

Contos, Poesias & Artigos*
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 22% (10) [037]
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 09% (17) [019]
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 25% (06) [17]
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia
04 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.)
05 - A Gestalt-Terapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista - TEA. Uma Intervenção Possível - Juliana Antonio Cardoso

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

sábado, 24 de fevereiro de 2024

Mil Faces de um RPGista - Way of the Dragon - Togashi Fukai


Jogo: Legend of the Five Rings First Edition
Autoria: John Wick
Editora: Alderac Entetainment Games
Experiência: MUITA! Mestrei muito e joguei muito esse sistema no final dos anos 1990 e início dos anos 2000.
Livros usados: O básico e o suplemento Way of the Dragon.

Peraí, Sandro, você já não fez um personagem para a primeira edição de Legend of the Five Rings? Sim! Só que eu tenho MUITO material para esse RPG, inclusive a série completa dos livros “Way of … “ que abordam todas as facções de Rokugan (spoiler: nem todas são clãs) e decidi fazer esse projeto paralelo em 2024 e criar um personagem usando cada um dos livros dessa série na ordem que saíram.
A ideia era postar cada um a cada quatro semanas, mas eu me enrolei muito com esse projeto nesse início de ano então o primeiro está saindo só agora. Vamos ver se consigo me recuperar nos próximos.
Então vamos começar com o misterioso Clã Dragão. Meu clã favorito, inclusive. Escondidos nas mais altas montanhas do norte de Rokugan, atuando em batalhas e na corte de forma indecifrável e, quando questionados, seus samurais respondem apenas “Togashi sabe.”

Vamos fazer um samurai do Dragão.

Passo Um: Conceito. A ideia para essa mini-série é pegar as opções novas que são apresentadas em cada suplemento. Nesse temos uma nova família (os Kitsuki) e duas novas escolas, a escola Kitsuki de magistrado (que se baseia em algo estranho chamado “evidências” em vez de só acreditar na palavra das testemunhas para investigar crimes) e a “escola” Togashi de Ise Zumi, e é essa mesma que eu quero pegar.
Togashi, o kami do Dragão, não formou uma família. Até onde o Império sabe, ele morreu sem ter filhos vivendo uma vida asceta. Em vez disso, ele fundou uma ordem de monges que carregam seu nome. Monges tatuados que exibem estranhos poderes ligados a essas tatuagens. Esses são os Ise Zumi.
Minha personagem originalmente tinha o nome de Doji Sakura, uma pequena jovem do clã Garça (eu me recuso a usar a tradução oficial de Grou, me deixem) que era a terceira filha de um nobre menor ao norte das terras costeiras, quase na divisa com o clã Fênix. Desde pequena ela sentia algo estranho ao ver o mar. Como se houvesse um chamado. Ao mesmo tempo, ela sentia um desejo inexplicável de ir mais ao norte, para as montanhas.
Por anos ela teve sonhos com os dois lugares, o mar e a montanha. Como se os dois espíritos se digladiassem dentro dela. Até que um dia, prestes a fazer seu aniversário de treze anos, ela teve um sonho onde viu o dragão do mar se levantar das águas e se enroscar nas montanhas, olhando para ela como se a aguardasse. No dia seguinte ela partiu deixando uma carta aos seus pais dizendo apenas que tinha ido atrás de seu destino. Mesmo pequena ela enfrentou a escalada das montanhas, encarando o vento congelante e a solidão. Em uma noite ela quase desistiu, mas o sonho retornou e ela acordou renovada, para descobrir que estava diante dos portões do castelo Togash. As portas se abriram como se realmente a esperassem.
Naquele dia Doji Sakura morreu. Muitos anos depois ela renasceria como Togashi Fukai.

Passo Dois: Clã, Escola e Família. Bom, já fiz todas essas escolhas no conceito. A família Togashi me dá um +1 em Agility e a Escola Ise Zumi me dá +1 em Void (só duas escolas conferem esse bônus). Eu começo com apenas 1,5 em Honra e com um ponto nas perícias Nazodo (uma habilidade para resolver jogos de lógica, substitui Investigação), Shintao (meio que uma mistura de religião e arcano nesse jogo), Kaze-do (a arte marcial do dragão), Craft, Meditation e em mais duas outras skills quaisquer.
Em vez de uma Técnica eu recebo uma Tatuagem. Obviamente pela história que contei acima eu quero pegar a tatuagem do oceano que ela tem nas costas. O que me dá a habilidade de nunca mais precisar comer, beber ou dormir e me permite recuperar todos meus pontos de Void duas vezes por dia, mas quando faço esse último eu me perco nas profundezas do meu próprio ser.

Passo Três: Distribuir pontos. Agora eu tenho 25 pontos pra distribuir em vantagens, perícias e atributos. Eu também posso pegar até mais duas tatuagens pagando oito pontos para cada. Então vamos começar pensando nisso.
Acho que a tatuagem da Garça faz sentido para ela. Tanto em termos de história, como se o destino a levasse até seu clã de origem mesmo ela tendo rompido com ele em seu passado.
Quero aumentar alguns atributos. O mais lógico seria aumentar Inteligência para que junto com o bônus que eu já tenho em Agilidade aumentasse o Anel de Fogo (e já vejo piadinhas de quinta série passando pela sua cabeça quando você ler isso rs) para três, mas acho que faz mais sentido aumentar Awareness para três e deixar os Anéis todos em dois, menos Vazio que já começa em três pelo bônus da Escola.
Com isso foram 16 pontos gastos.
Vamos dar uma olhada nas desvantagens para recuperar uns pontinhos antes de entrar nas vantagens e perícias.
Olhando o Way of the Dragon, a desvantagem Ascetic encaixa perfeitamente com Fukai. Parte do que a levou para a montanha do dragão foi seu desprendimento com as coisas mundanas. Isso me dá três pontos. Voltando ao livro básico acho que Can’t Lie, Small e Soft-Hearted também encaixam com a ideia que tenho dela. Uma menina pequena que não liga para as coisas mundanas, importa-se com a vida e não é boa em mentir. Esse último não costuma afetar muito personagens do Dragão e Ise Zumis em particular porque ninguém entende muito bem do que raios eles estão falando quando começam a falar em enigmas.
Isso me dá mais dez pontos o que totaliza dezenove para gastar agora.
Primeiro deixa eu dar uma olhada nas vantagens. Nenhuma de Way of the Dragon me interessa. Pensei em Noble Birth (que faria Fukai manter seu status como samurai mesmo tendo se tornado uma monja), mas acho que não encaixa com ela. Já no livro básico, quero Death Trance, Clear Thinker, Read Lips e Voice. Apesar de não ter interesse pessoal pelas picuinhas políticas de Rokugan, ela é uma Garça em sua origem. Imagino ela sendo enviada como representante diplomática do Dragão e frustrando os courtiers quando não conseguem manipular alguém que não tem interesses mundanos. Bom, isso me custa oito pontos me deixando com onze para as perícias.
Primeiro preciso escolher meu craft e as duas perícias bônus da minha escola. Para o Craft, acho que Gardener faz sentido. Tanto em sua vida pregressa quanto como monja, Fukai teria um apreço pela jardinagem e pelas plantas onde ela vai para ter paz.
Quanto as perícias extras, Sincerity é a minha primeira escolha. Ela não pode mentir, mas terá a habilidade de dizer a verdade de forma… “criativa”. Para a outra, acho que quero outra perícia nobre, então vou de Tea Cerimony.
Distribuindo meus pontos agora, vou colocar dois em Kaze-do (a baixinha bate bem), mais um em Nazodo, Shintao, Meditation, Sincerity e Tea Cerimony o que coloca todas em nível dois. Isso me deixa com quatro pontos ainda para gastar. Vou pegar um ponto em Etiquette e os outros três vou gastar para aumentar a Honra dela para 2,5 e é isso.

Passo Quatro: Tabela de Herança. Uma regra introduzida em Way of the Dragon e continuada em todos os livros dessa série é a Tabela de Herança. Eu rolo em uma tabela para receber vantagens e desvantagens baseadas em um ancestral da minha personagem. Refleti um pouco sobre como isso funcionaria para Fukai, mas acho que nesse caso representa uma linhagem de mestre e discípulo dentro da ordem Ise Zumi. Isso resolvido, vamos rolar!
Tirei um 10, o que me leva a tabela Mixed Blessings, o que sempre é algo divertido. Vamos rolar de novo e… 10 de novo. Meu ancestral lutou em uma grande batalha e agora seu espírito me acompanha podendo me ceder até três pontos de Void por dia (anos 90 e sua visão de jogo estilo D&D, aff), mas ele me observa e me cobra para que eu não o desonre.
Imagino que meu “ancestral” lutou em uma batalha onde o Dragão e a Garça participaram de alguma forma. E ele me lembra para não permitir que sangue inocente seja derramado de novo e, por isso, Fukai deve ser uma mediadora pela paz a todo custo.
Gostei disso.
Imagino ela tentando negociar a paz nos conflitos entre o Leão e a Garça e algum dos negociadores da Garça serem de sua família e a reconhecerem em algum momento. Seria um bom plot.

Mas por hoje é isso. Era para ter postado essa personagem no dia 26 de janeiro, mas meu ritmo está lento esse ano. O próximo personagem dessa mini-série será do Way of the Unicorn e pretendo posta-lo o mais rápido possível para conseguir colocar os treze que eu pretendo ainda esse ano.
________________________________________

Togashi Fukai

Clan: Dragon
School: Togashi’s School of Ise Zumi

Rings and Traits:
Earth 2
- Stamina 2
- Willpower 2
Fire 2
- Agility 3
- Intelligence 2
Air 2
- Reflexes 2
- Aeareness 3
Water 2
- Perception 2
- Strength 2
Void 3

Advantages: Death Trance, Clear Thinker, Read Lips and Voice

Disadvantages: Ascetic, Can’t Lie, Small and Soft-Hearted

Skills: Nazodo 2, Shintao 2, Kaze-do 3, Craft (Gardener) 1, Etiquette 2, Meditation 2, Sincerity 2, Tea Cerimony 2.

Tattoos: Ocean and Crane

Honor 2,5
Glory 1,0

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2024

Mil Faces de um RPGista - 3D&T Fastplay - Akirion

 
Jogo: Defensores de Tóquio 3aed - 3D&T Fastplay
Autoria: Marcelo Cassaro, J.M. Trevisan e Rogério Saladino.
Editora: A versão utilizada para esse post é da Editora Trama. Atualmente acho que a Editora Jambô detém os direitos sob o sistema.
Experiência: Lembro vagamente de mestrar uma ou duas vezes usando as edições passadas.
Livros usados: Só o básico.

Nos anos 90, em uma época jurássica em que a internet ainda era discada (e nós ficávamos acordados de madrugada para usá-la pagando mais barato) a principal fonte de informação sobre RPG no Brasil era uma revista mensal chamada Dragão Brasil.
Em uma época de internet ainda nascente e com muitos jogadores não sabendo inglês, ela se tornou a principal porta de entrada de muitos no hobby. Em um determinado momento, os autores da revista resolveram lançar um RPG. Defensores de Tóquio, uma paródia com séries japonesas e animes que ganhavam muita força nessa época (sério, isso quase destruiu os quadrinhos americanos). Não sei se eles tinham ideia do que estavam criando.
Como era vendido em bancas de jornal, Defensores de Tóquio se espalhou muito rápido. Mais rápido do que os livros caros que só podiam ser comprados em lojas especializadas ou pela internet. Logo veio uma segunda edição, chamada de Advanced Defensores de Tóquio, como uma brincadeira com o Advanced Dungeons & Dragons e, por fim, uma terceira edição já no início dos anos 2000 que já tinha uma proposta mais séria e voltada a ser um sistema genérico. O que ele já era com as trocentas adaptações feitas pela revista. O jogo é um dos poucos rpgs brasileiros que aparece em muitas listas de língua inglesa e continua sendo um dos rpgs mais difundidos do Brasil.
Inclusive eu tenho ainda vários dos suplementos que saíram na época e vou acrescentá-los a minha lista de “Em Breve”. Encontrei-os quando fui procurar meu livro do 3D&T e descobri que não me desfiz delas como fiz com a minha coleção de revistadas da DB a uns anos atrás.

Mas chega de papo e vamos criar um Defensor de Tóquio.

Passo Um: Conceito. Eu quero me ater aos princípios originais do jogo e criar um herói no estilo japonês, mas engraçado ao mesmo tempo. Minha inspiração será Jaspion, que foi um herói desse tipo de série muito famoso nos anos 80/90 e quem foi criança adolescente naquela época não esquece aquele solo de guitarra da música de entrada.

https://www.youtube.com/watch?v=opyzWn-CxJo

Então meu herói se chamará Akirion (em referência a um dos animes mais famosos de todos os tempos), ele é um patrulheiro espacial vindo do planeta Namaguederá (outra referência, chamem o Capitão América) que veio a terra em busca de um terrível criminoso espacial. Acho que é o suficiente.

Passo Dois: Características. Eu começo com 12 pontos para distribuir nas Característica. São Força, Habilidade, Resitência, Armadura e Poder de Fogo. Uma das coisas que me fez torcer a cara na época para esse sistema foi a falta de um atributo mental, tipo Inteligência. Hoje, vinte anos e trocentos rpgs depois, vejo que foi algo até inovador deles ao focar em atributos que eram realmente importantes para o que o jogo propunha. Isso inclui o uso de Armadura e Poder de Fogo como atributos (ou Características, se preferirem) em vez de se basear em equipamentos. Inclusive o sistema não precisava se preocupar com equipamentos. Mas divago.
Primeiramente quero um personagem com muito Poder de Fogo, então já vou gastar três pontos nisso. O que me deixa com 9 pontos. Vou colocar dois em cada um, menos em Força que vou deixar com um. Depois volto aqui porque terei mais pontos para gastar, provavelmente.

Passo Três: Vantagens e Desvantagens. Agora posso escolher algumas características (sem o C maiúsculo rs) para personalizar meu personagem. Como estou sem pontos, vou começar pelas Desvantagens.
Quero Código de Honra dos Heróis (cumprir a palavra, proteger inocentes, esse tipo de coisa) e Código de Honra de Combate (nunca usar uma vantagem injusta contra um inimigo). Também quero Protegido Indefeso, quando Akirion chegou a Terra salvou um menino chamado Chisai (pequeno em japonês) que o acompanha em suas aventuras ensinando-o sobre o nosso planeta. Cada um desses me dá um ponto.
Quero algo como “Ingênuo”, mas não tem na lista. Vou inventar uma desvantagem de um ponto para isso então. Isso vai representar como Akirion não entende muito bem as relações humanas e as regras e funcionamentos da sociedade terrestre.
Pensei em pegar Inimigo, mas acho que vou deixar passar.
Ao todo fiquei com quatro pontos para pegar vantagens e sei que quero Ataque Especial ligado ao meu Poder de Fogo e também Teleporte.
Isso me deixa com um último ponto. Tinha pensado em colocar em alguma Característica, mas acho que faz sentido pegar Perícia: Investigação, afinal ele é um Patrulheiro Estelar, né?

E é isso. Akirion está pronto para entra em ação e lutar pelo sonho da paz na Terra e em todos os planetas (se você não pegou a referência, você não é o Capitão América rs).
______________________________________________________________
Akirion
Características
Força 1
Habilidade 2
Resitência 2
Armadura 2
Poder de Fogo 3

Vantagens:
Ataque Especial (Poder de Fogo)
Perícia: Investigação
Teleporte

Desvantagens:
Código de Honra dos Heróis
Código de Honra de Combate
Protegido Indefeso
Ingênuo

domingo, 11 de fevereiro de 2024

Leituras 2024 - Semana 06


Leituras 2024 - Semana 06
03 Lidos

Lendo:
01 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.) - 77% 
02 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 63%
03 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere - 79%
04 - A Gestalt-Terapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista - TEA. Uma Intervenção Possível - Juliana Antonio Cardoso - 58% 

Contos, Poesias & Artigos*
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 09% (17) 
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 11% (11)
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 25% (06) 
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

domingo, 4 de fevereiro de 2024

Leituras 2024 - Semana 05


Leituras 2024 - Semana 05
03 Lidos

Lendo:
01 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.) - 66% 
02 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 54%
03 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere - 58%
04 - A Gestalt-Terapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista - TEA. Uma Intervenção Possível - Juliana Antonio Cardoso - 58% 

Contos, Poesias & Artigos*
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 09% (17) 
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 11% (11) 
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 25% (06) 
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

sábado, 3 de fevereiro de 2024

Mil Faces e um RPGista - Dark Kingdom of Jade - Zhang Chen


Jogo: Wraith the Oblivion – Dark Kingdom of Jade
Sistema: Storyteller (oWod).
Autoria: Richard Dakan & Markleford Freidman
Editora: White-Wolf Publishing
Experiência: Queria muito ter mestrado nos anos 90, mas não consegui montar grupo até hoje.
Livros usados: O livro básico do Wraith:The Oblivion e o suplemento Dark Kingdom of Jade, acho que não vou precisar do Player’s Guide, mas se precisar pego e descrevo aqui.

Era pra esse personagem ter saído na última semana de 2023, mas não deu. Então vai ser o primeiro de 2024.A ideia era terminar o ano com o último rpg da minha lista de “Em Breve” e começar com o primeiro dessa mesma lista. O plano deu errado, mas vou manter os dois jogos a aparecerem aqui.
Vamos lá!
Dark Kingdom of Jade foi o suplemento do “Ano do Lótus” que a White-Wolf lançou em 1998 para Wraith: The Oblivion. Nele somos apresentados a versão oriental do mundo dos fantasmas. Um cenário muito mais interessante do que o padrão ocidental apresentado no módulo básico em minha humilde opinião.
O Imperador Amarelo, Qin Shi Huang em sua obsessão pela imortalidade fez milhares de soldados de terracota além de servos e objetos para levar ao mundo dos mortos quando de seu falecimento. Isso é um fato histórico do nosso mundo, nem é fantasia o que estou dizendo.
No cenário apresentado nesse livro ele conseguiu seu intento e usando seu exército estabeleceu um império burocrático no mundo dos mortos que se estende por mais de dois mil anos. Os jogadores são fantasmas absorvidos em uma das muita famílias que compõem a complexa hierarquia do Império de Jade.

Então, vamos fazer um fantasma oriental.

Passo Um: Conceito. Eu fiz uma personagem japonesa para Kindred of the East, então quero fazer um personagem chinês para esse cenário. Também gostaria muito de fazer um acupunturista que no mundo dos mortos usa seu conhecimento do tao e da medicina chinesa para lidar com sua Sombra. Esse é um bom conceito por onde começar.
Dando uma lida no livro encontrei uma parte que fala das “famílias comunistas”. No Reino de Jade a sociedade é mantida por famílias tradicionais o que seria de se esperar de uma sociedade formada a partir do culto aos ancestrais. Mas conforme os comunistas chineses começaram a morrer ao longo do século XX eles formaram “famílias” para se proteger mutuamente e ir ganhando algum poder político. Em algumas cidades, como Beijing, elas são uma força a ser reconhecida. Também quero incluir isso nesse personagem.
Detalhe: Esse trecho termina com o “problema” que essas famílias estariam vivenciando conforme o comunismo na China está inevitavelmente morrendo. Hahahaha.
Voltando ao personagem: Zhang Chen era um estudante de medicina em Beijing, sua família é de uma província rural, trabalhando nas lavouras comunais do governo.
Agora preciso pensar em uma forma de morte. A outra personagem que fiz para Wraith foi por acidente, e não vejo esse personagem cometendo suicídio, então que tal doença? Talvez na faculdade ele descobriu uma doença, mas já era tarde demais. Pensei primeiro em câncer, mas e se fosse uma doença autoimune que explicaria porque os homens sempre morrem jovens em sua família? Se eu fosse realmente jogar com esse personagem até poderia pesquisar uma doença real, mas vamos considerar uma doença cardíaca qualquer.
Para terminar o Conceito falta colocar como ele “vive” nas Shadowlands após sua morte. Então imagino que ele foi adotado por uma das famílias comunistas de Beijing e atua como burocrata e um curandeiro, usando os conhecimentos da medicina tradicional chinesa e do taoísmo para ajudar outros fantasmas a lidar com suas Sombras (mais sobre isso abaixo).
Como Natureza, acho que ele seria um Rebelde, alguém que quer destruir as estruturas imperiais que comandam o mundo dos mortos do Reino de Jade, mas seu Comportamento é de Caregiver, onde ele cuida de todos visando fazer conexões e coletando informações. Por fim, sua Sombra é Tradicionalista, o que é um contraponto interessante para este personagem.

Passo Dois: Atributos. O velho esquema 7/5/3. Primário com certeza é Mental, acho que vou de secundário em Social e Terciário em Físico. Notei que raramente coloco Físico como primário em WoD.
Mental: Perception oo, Intelligence oooo, Wits oooo
Social: Charisma ooo, Manipulation ooo, Appearance oo
Physical: Strength oo, Dexterity oo, Stamina oo

Passo Três: Habilidades. O velho padrão 13/9/5 entre Talentos, Perícias e Conhecimentos. Conhecimentos é primário, óbvio. Acho que Talentos fazem mais sentido como secundário e Perícias como terciário.
Knowledges: Bureaucracy 2, Investigation 2, Law1, Medicine 3, Law 1, Linguistics 1, Occult 1, Politcs 2
Talents: Alertness 2, Awareness 2, Empathy 2, Intimidation 1, Subterfuge 2
Skills: Leadership 3, Stealth 2.

Passo Quatro: Vantagens. Agora chegamos na parte realmente interessante. O que tornar um Wraith, um Wraith. Vamos começar com os Backgrounds.
Eu tenho sete pontos para distribuir. Vendo os backgrounds novos eu quero os três: Living Family, a família de Chen é grande no interior e continua a fazer rituais em sua homenagem, Wraith Family, a família comunista que o adotou, e Magistral Office, um posto que Chen teria galgado nesses últimos meses ou anos desde que ele morreu. Eu quero colocar três pontos em cada um, mas a conta não fecha. Vou colocar 3, 3 e 1 e depois volto com os freebie points.
Agora vamos a parte que começamos a realmente pegar coisas de Wraith. Passions e Fetters. Os primeiros são os sentimentos que alimentam meu fantasma e o outro as conexões dele com o mundo dos vivos. São dez pontos de cada e gosto de meio fazer juntos porque eles têm uma certa relação entre si.
Entre os Fetters eu quero a casa dele no interior e a faculdade de medicina que são dois lugares importantes para Chen. Acho que seria legal ele ter um parente, talvez um irmão como Fetter, alguém que ele desconfia que também tem a mesma doença que o matou.
Então vamos montar isso em termos de jogo.
Para as Passions quero Cuidar da Família Viva (Amor), Proteger o Comunismo (Dever) (Isso no final dos anos 90 quando o comunismo está “morrendo” hahhaha), Aumentar o Poder de sua “Família” e aqui não sei se seria um sentimento de Dever ou Gratidão. Também quero uma Passion ligada ou a busca da cura de sua doença e/ou algo sobre compreender mais a relação com sua Sombra… Deixa eu ver como coloco isso. Encontrar a Cura da sua Doença (Obstinação) e Compreender sua Sombra (Curiosidade). Hummmm… não sei se gostei desses. Talvez reveja. Por hora vou colocar três pontos no cuidar da família viva, dois no do comunismo (que eu posso vir a refrasear), um no aumento do poder da sua família fantasma (não é algo tão importante para ele) e dois em cada um dos últimos. Seguimos.
Para os Fetters, começo com Casa de Sua Infância que terá dois pontos. A faculdade onde ele queria se formar, com certeza, merece ao menos três pontos. Outros três pontos vão para seu irmão, Zhang Liang. Seria interessante se o irmão tivesse seguidos seus passos e vindo a Beijing para estudar. Os últimos dois pontos… acho que faz sentido que seja o Centro Estudantil onde ele frequentava. Se eu pensar em alguma outra coisa mudo lá embaixo.
Por fim, vamos aos poderes, os Arcanoi. Olhando os poderes novos que tem no Dark Kingdom of Jade, com certeza quero Way of the Soul, que é meio que a versão oriental de Castigate, só que foca em integrar Psyque e Shadow em vez de apenas diminuir e destruir a Shadow. Já coloco o máximo de três pontos nesse Arcanos. O que me deixa com dois pontos. Tem outros poderes desse livro que eu queria, mas acho que Argos ou Lifeweb faz muito sentido para esse personagem. Vou colocar os dois pontos em Argos e talvez pegue um em Lifeweb com os freebie points.

Passo Cinco: Toques Finais. Minha Willpower começa com 5, Corpus 10 e Pathos 5. Vamos gastar meus 15 freebie points. Cinco já vão para um pontinho de Lifeweb. Dois pontos vão para Backgrounds para nivelar os três em três pontos, o que me deixa oito pontos para gastar.
Pensei um pouco aqui e acho que vou continuar gastando em Arcanoi e Backgrounds. Vou aumentar Lifeweb para 2 que me permite interagir com a área ao redor dos meus Fetters e isso é um poder legal para esse personagem. Quanto aos Backgrounds, olhando os do livro básico acho que vou colocar um ponto em Contacts, um em Memorian e um Eidolon. E é isso.

Passo Seis: Sombra. Por fim, preciso criar minha Sombra. A voz na cabeça de Chen que o impulsiona a fazer coisas que ele não deseja. O arquétipo dela é o Tradicionalista, como já tinha decidido antes. Para determinar a Angst eu rolo um número de dados igual ao Willpower do meu personagem. Ok, dois sucesso então começamos com Angst 2. O que é bom.
Eu tenho sete pontos para colocar nas Dark Passions. Que tal Vingança Contra o Partido (Ressentimento)? Algo como a Sombra culpando a dedicação dele e de sua família aos ideais comunistas por sua morte prematura. Outra Passion poderia ser algo como Aproveitar Prazeres Proibidos, mas acho que assim é muito vago. Minha ideia é que Chen se privou de muita coisa para entrar na faculdade de medicina e agora sua Sombra quer compensar. Pensando bem, vou deixar assim mesmo e associar com o sentimento de Egoísmo. Precisa de mais um ou esses dois já são suficientes? Pensei em mais um: Cortar Laços com Sua Família (Isolamento), daí seria tanto a família viva quanto sua nova família fantasma. Vou colocar dois pontos em cada e o último vai para os Prazeres porque acho que seria algo que tem mais a ver com o personagem.
Só que essas Passions não batem muito com um arquétipo Tradicionalista. Não que a Sombra precise ser coerente. Assim como nossas neuroses ela pode ser bem incoerente e defender a família tradicional ao mesmo tempo que diz que essa família e sua estrutura só atrapalha.
É, vou manter.
Ainda faltam os Thorns, os poderes da Sombra. E se tem uma coisa que eu acho que precisa de uma baita revisão em Wraith é isso. Deixa eu ver o que me interessa aqui.
Sempre esqueço que você não começa com pontos em Thorns e compra com os 10 freebie points que Shadow tem. Vou querer Shadowed Face, se a Sombra tomar a frente o rosto de Chen se altera como se ele fosse outra pessoa, e Bad Luck, representando um certo grau de superstição interiorana que Chen tem guardada dentro de si. Isso me custa seis pontos o que me deixa com quatro. Vou usar esses para pegar dois pontos de Angst temporária para ter com o quê atormentar Chen no início do jogo e terminei.

Zhang Chen está pronto para defender o Comunismo na Beijing das Sombras e tentar derrubar o Império de Jade por dentro.
Com um mês de atraso esse personagem enfim está pronto. Vamos ver se consigo retomar o ritmo agora.
_____________________________________________________

Zhang Chen
Nature: Rebel
Demeanor: Caregiver
Shadow: Tradicionalist
Life: Farm Boy in Big City
Death: Family Ilness
Regret: Don’t Living Full

Attibutes:
Physical: Strength oo, Dexterity oo, Stamina oo
Mental: Perception oo, Intelligence oooo, Wits oooo
Social: Charisma ooo, Manipulation ooo, Appearance oo

Abilities:
Talents: Alertness 2, Awareness 2, Empathy 2, Intimidation 1, Subterfuge 2
Skills: Leadership 3, Stealth 2.
Knowledges: Bureaucracy 2, Investigation 2, Law1, Medicine 3, Law 1, Linguistics 1, Occult 1, Politcs 2

Advantages:
Backgrounds: Contacts 1, Eidolon 1, Living Family 3, Magisterial Office 3, Memorian 1, Wraith Family 3.
Passions: Take Care of His Living Family (Love) 3, Spread Comunism (Duty) 2, Raise the His Wraith Family Influence (Gratitude) 1, Find the Cure of His Ilness (Obstinacy) 2, Understand the Shadow (Curiosity) 2.
Fetters: The Old House of His Childhood 2, Medicine College 3, His Brother (Zhang Liang) 3, College Student Center 2
Arcanoi: Argos 2, Lifeweb 2, Way of the Soul 3.

Willpower 5
Pathos 6
Corpus 10

Shadow
Archetype: Tradiotionalist
Angst: 2/2
Dark Passions: Revenge Against the Party (Resentment) 2, Enjoy the Pleasures of Flesh (Egotism) 3, Cut the Families Shackes (Isolation) 2.
Thorns: Bad Luck, Shadowed Face.


domingo, 28 de janeiro de 2024

Leituras 2024 - Semana 04


Leituras 2024 - Semana 04
03 Lidos

Lendo:
01 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.) - 58% 
02 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 51%
03 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere - 48%

Contos, Poesias & Artigos*
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 09% (17) 
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 11% (11) 
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 25% (06) 
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

domingo, 21 de janeiro de 2024

Leituras 2024 - Semana 03


Leituras 2024 - Semana 03
03 Lidos

Lendo:
01 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.) - 42% [151]
02 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 41%
03 - Trapped And Mastered - Kimmy Vere - 31%

Contos, Poesias & Artigos*
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 21% (07) [14]
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 05% (13)
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 03% (18) [006]
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.


Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

domingo, 14 de janeiro de 2024

Leituras 2024 - Semana 02


Leituras 2024 - Semana 02
02 Lidos

Lendo:
01 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.) - 32% [115]
02 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 29%

Contos, Poesias & Artigos*
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 12% (07) [08]
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 05% (13)
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 03% (18) [006]
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

domingo, 7 de janeiro de 2024

Leituras 2024 - Semana 01


Leituras 2024 - Semana 01
02 Lidos

Lendo:
01 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.) - 28% [100]
02 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 23%
03 - The Creation - Wretched & Alone (RPG) - Jason Miscia - 21% [03]

Contos, Poesias & Artigos*
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 03% (08) [02]
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 05% (13)
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 03% (18) [006]
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos:
01 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima
02 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee

Abandonados:
01 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 06%

terça-feira, 2 de janeiro de 2024

Leituras 2024 - Início


Leituras 2024 - Início
00 Lidos

Lendo:
01 - Changeling: The Lost 2ed - Rose Bailey, Meghan Fitzgerald, Olivia Hill (orgs.) - 17% 
02 - A Lâmina da Alma - Tigana 01 - Guy Graviel Key - 16%
03 - Solaria Playtest (RPG) - Luiza "Luluzinha" Ferreira & Marjo "Ozymandias" Lima - 90% 
04 - The Final Rose (RPG) - Tyler Conlee - 50% 
05 - Filosofia para quem não é filósofo - Peter Gibson e Marcia Men - 02%

Contos, Poesias & Artigo*
- Paranoia XP - Crash Priority (RPG) - Vários Autores - 03% (08) [02]
- Olhares Sobre a Formiga: Comunidade, escola e universidade em um encontro de saberes - 05% (13)
- M20 - Truth Beyond Paradox - Vários Autores - 03% (18) [006]
*Sendo lidos de forma não-linear. Os mais em cima foram lidos mais recentemente. O número entre ()s indica quantos contos/poesias faltam para terminar.

Lidos: